Você já reprovou alguma vez? Eu já...

Feliz sexta-feira.

Você já reprovou alguma vez? Eu já...

... reprovei no primeiro vestibular que fiz e vou te dizer que senti o gosto amargo da derrota.

Lembro dele até hoje.

Lembro daquele momento.

Eu estava sentado numa dessas tubulações imensas de rede de esgoto na frente de casa.

Minha rua estava em reforma naquela época.

Mas, eu não ouvia as máquinas trabalhando, só sentia o gosto...
Você consegue imaginar o que é isso?

Daí você se pergunta: - Será que o George estudou muito pra fazer esse vestibular?

E eu vou te responder que sim! Muito mesmo!

E você: - E o que deu errado? - Por quê você não passou?

Muita coisa deu errado...

Vou te contar meus erros e as 5 lições que aprendi com eles…

(devemos aprender com os erros, não é mesmo?)

ERRO #1. Me dediquei muito a algumas disciplinas e deixei outras de lado.

Estudei muita Matemática, Física e Química porque meu curso - engenharia - era da área de Ciências Exatas (CE) e deixei meio que de lado as outras disciplinas.

Não me entenda mal. Eu estudava e até passei direto em todas, mas era só pra "fazer prova" (vamos dizer assim).

O problema é que pra cursos mais concorridos é preciso ter uma média bacana em todas as disciplinas.

Apesar do meu vestibular não ter sido o Enem, podemos adaptar para a sua realidade a…

LIÇÃO #1: Mantenha o equilíbrio em todas as 5 provas do Enem (4 áreas e a redação). Isso pode parecer bobagem, mas se você despencar numa delas, a coisa complica demais...

Agora vamos ao…

ERRO #2. Resolvi estudar sozinho em casa durante o período de revisão.

No final do ano eu tava muito empolgado como o meu ritmo de estudos e acabei cometendo esse erro de não participar de todas as aulas de revisão.

Deixei de tirar proveito da orientação de professores experientes, além de perder alguns conteúdos e aprofundamentos durante a reta final para a prova.

LIÇÃO #2: Tire proveito da experiência dos professores. Você vai aprender mais rápido, ganhar tempo e aprofundar o que realmente precisa ser aprofundado.

ERRO #3. Não desenvolvi uma estratégia para resolver as provas.

Nesse caso foi incrível. Eu só percebi a necessidade de um método pra resolver as provas depois que eu reprovei. Pode?!

Mas também, como eu ia saber que existia um método pra resolver as provas?!

A galera falava muito de um tal método de chute, mas não era isso que garantiria a minha aprovação.

Daí vem a...

LIÇÃO #3: Você precisa de um método de resolução para as provas do Enem que agilize sua leitura e a resolução das questões. Fique fera na gestão do tempo. Isso vai garantir sua nota lá nas alturas. :)

ERRO #4. Escrevi poucas redações durante o ano.

Acreditei muito no meu potencial de escrita e não desenvolvi as técnicas necessárias para fazer uma boa redação em qualquer situação. Fiquei na dependência de "cair" um tema que eu já tinha feito ou um que me soasse fácil.

LIÇÃO #4: Escreva pelo menos uma redação por semana no mesmo tempo que você pretende gastar no Enem. (eu poderia falar mais coisas aqui, mas vou parar porque não é minha área).

Suponha que você estivesse fazendo sua redação no Enem e tivesse 15 minutos pra escrever 3 parágrafos e entregar a prova.

O que você acha que ia acontecer? Você ia deixar em branco? DU - VI - D - O - DO!

Você ia virar o "The Flash da Escrita" e terminar a redação.

O que quero dizer aqui, é que você deve fazer de tudo pra terminar suas redações num tempo tolerável.

Muitos estudante estão acostumados a "tirar" 960 na redação durante sua preparação mas gastam 1,5 ou 2 horas pra escrever.

Esse excesso de tempo na redação vai comprometer as provas de Ciências Humanas e Linguagens e Códigos.

Daí você cai na Regra #1, de desequilibrar...

Controlar o tempo é um treino. E treino é tudo!

ERRO # 5. Deixei de estudar alguns tópicos de diversas matérias.

É muito comum que queiramos estudar apenas o que mais cai, mas esse é um erro estratégico.

No fundo, devemos nos preparar pensando na programação completa, pois muitos assuntos não foram cobrados ainda, mas estão prestes a ser cobrados.

Quando um assunto é cobrado pela primeira vez, todo mundo passa a estudá-los com afinco no ano seguinte.

Apesar dessa prática ser natural, perdemos uma vantagem estratégica quando deixamos algum assunto de fora de nossos estudos.

Até hoje eu pulo as questões de eletromagnetismo. Rsrs.

LIÇÃO #5: Sua preparação para o Enem deve ter 3 fases. A primeira é estudar tudo. A segunda é revisar tudo o que estudou. A terceira é aprofundar tudo que revisou.

Hoje sei que essas 5 lições são essenciais para a aprovação de qualquer estudante, em especial daqueles que desejam uma vaga em cursos concorridos.

No meu caso, após exatos 4 meses, fui o quinto colocado no meu segundo vestibular e após mais 9 meses fui aprovado de novo, mesmo sem ter estudado para o vestibular, porque eu já fazia faculdade.

Desisti da Engenharia ao me apaixonar pelo Curso de Matemática (UEPA) e também fiz parte do Curso de Estatística (UFPA).

Então o placar ficou assim: George 2 x 1 Gosto amargo da derrota!

Essas regras podem parecer inúteis à primeira vista, mas se você investigar como anda a sua rotina de estudos, pode ser que elas façam muita diferença em sua preparação.

Vejo o Enem como uma corrida de Fórmula 1, pois a diferença entre o primeiro colocado e o segundo, às vezes é imperceptível.

Sua preparação está nos detalhes.

No próximo e-mail, conto como fiz pra superar minhas dificuldades e evoluir rapidamente, assim como os Pokémons. :)

Nos vemos em breve.

George Christ

>